Setina: o rosto da podridão

 

Dada a sua mediatização, o julgamento do caso de desvio (idem abusos de ordem descomunal) de balúrdios de dinheiros a rodos no Fundo de Desenvolvimento Agrário (FDA) e as suas revelações, a principal ré, Setina Titosse, praticamente está condenada aos olhos de uma franquia da opinião pública, bastante sedenta em ver os rostos dos propagadores da desgraça derivada da corrupção atrás das grades.

Pelo que até agora se “vomitou” em jeito de declarações no julgamento que decorre na sétima secção, ficou mais transparente do que as águas do Monte Vumba que o FDA foi um autêntico antro de orgias corruptas e de nepotismo e Setina Titosse a sua principal maestra!!! Qual combater “O Deixa Andar”!!!

Mas será Setina Titosse o rosto da podridão deste sistema em que nos escalões de topo na gestão da coisa pública se fazem orgias financeiras de deixar o país praticamente de tangas com “My Loves” a passarem mesmo diante do gabinete do Presidente da República?

Não creio que ela seja esse rosto, mas apenas a ponta do iceberg de um manto de podridão, cujos cheiros nauseabundos ainda não começaram a jorrar pelas janelas de imponentes edifícios, começando pelo governo, ONGs, Igrejas, Clubes e por aí em diante.

Há poucos meses decorreu o julgamento de um antigo administrador das LAM, Jeremias Tchamo, que foi condenado a dois anos de pena suspensa. O “ilustre” Jeremias Tchamo foi julgado num processo rapidíssimo, levantando a suspeição de que as suas costas tinham protectores.

Antes de Setina acompanhámos outros mediáticos julgamentos, tais como o que envolvia o “bom nome” da senhora Marlene Manave, que era PCA da LAM que teria feito orgias na companhia aérea de bandeira e até hoje não se sabe se algum dia ela será ré…

E os casos que têm outros “bons nomes” tais como de Amélia Sumbana (ex-embaixadora nos EUA), de Bernardo Chirindza (ex-embaixador na Rússia), de Ana Dimande (ex-directora do Inatter), de Cecília Candrinho (ex-directora do IPEX) e da Britalar e David Simango (reabilitação da Julius Nyerere) em que estágio se encontram?

Um vizinho meu furtou um pato semana passada e foi já recolhido para a Cadeia Central da Machava e o coro da vizinhança é de que ele devia ter roubado no maior aviário nacional, sem deixar rastro, que seria consagrado, tal como a gatunos de topo!

Com todos estes cenários e já que perguntar não ofende: É Setina Titosse o rosto da podridão do sistema?

LUÍS NHACHOTE

 Este artigo foi publicado inicialmente no Correio da manhã, versão PDF, na edição do passado dia 21 de Setembro de 2017, na rubrica semanal DO LADO DA EVIDÊNCIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trocar »