Novos confrontos

Quatro polícias e outras sete pessoas (atacantes) morreram na tarde de quinta-feira em novos confrontos militares na aldeia de Maculo, no distrito de Mocímboa da Praia, norte de Moçambique, disse hoje à Lusa fonte da rádio comunitária da vila.

Os polícias realizavam uma patrulha na povoação, situada no meio do mato, junto à costa, a cerca de 20 quilómetros da sede de distrito, quando foram atacados por um grupo armado, referiu a mesma fonte, com base nos depoimentos de dois familiares de agentes abatidos.

Segundo um dos parentes, os corpos dos polícias já foram encaminhados para a morgue da capital provincial, Pemba.

Os outros sete mortos seriam elementos do grupo que atacou os agentes, de acordo com uma fonte da aldeia.

As autoridades locais ainda não prestaram informações sobre o assunto, mas as fontes ouvidas suspeitam tratar-se do mesmo grupo que tem desestabilizado a zona, na província de Cabo Delgado.

O ataque acontece uma semana depois de os postos de polícia da vila de Mocímboa da Praia terem sido atacados por um grupo armado alegadamente composto por 30 homens com sinais de afiliação islâmica (vestes e palavras de ordem), mas do qual as organizações muçulmanas moçambicanas já se distanciaram.

Nos ataques da última semana já tinham morrido outros quatro polícias, 12 atacantes e um líder comunitário, segundo informações da polícia.

Redacção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trocar »