Menor Resgatado

Menor Resgatado – Deram-se mal os raptores que tentaram experimentar as suas acções na província setentrional moçambicana de Niassa, porque foram todos neutralizados e agora estão nos calabouços e aguardam o “gelo” do banco dos réuis.

Efectivamente, o menor de quatro anos que havia sido raptado em Lichinga, capital da província de Niassa, norte de Moçambique, no passado dia 24 de Novembro, foi

resgastado pela Polícia cinco dias depois do crime desencadeado no bairro da Estação.

A criança foi interpelada pelos malfeitores quando regressava da “escolinha” no bairro Popular, na companhia de uma outra menor de 10 anos, e depois levada para um esconderijo na mesma cidade.

Os raptores exigiam a quantia de seis milhões de meticais (cerca de dez mil dólares norte-americanos) aos pais da vítima, facto não satisfeito porque a Polícia da Repúbliuca de Moçambique (PRM) naquela região foi mais perspicaz.

Esta é a primeira vez que é oficialmente registado um rapto na cidade de Lichinga. O mesmo já não se pode dizer de Maputo, Beira e Nampula, palco recorrente deste tipo de crimes, apesar de ter abrandado nos últimos dias.

Redacção

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trocar »