Imobiliário é o refúgio

A consultora Prime Yeld considerou hoje que o sector imobiliário em Moçambique é encarado como uma área de refúgio para os investidores, “apesar do abrandamento na actividade [económica] e da descida de preços e rendas”.

Num relatório sobre a actividade imobiliária em Moçambique no ano passado, os analistas imobiliários escrevem que “apesar do abrandamento na actividade e da descida de preços e rendas, os imóveis continuam a ser encarados como um investimento refúgio”.

O sector imobiliário “é uma classe de activos que tende a ser abordada como um investimento refúgio sempre que os sectores financeiros estão mais instáveis ou com maior turbulência”, disse a directora da Prime Yield em Moçambique, Catarina Esteves.

A consultora nota que, “apesar da actividade do mercado estar, de forma generalizada, estagnada, inicialmente com descidas nas rendas e numa fase posterior nos valores de venda, existe bastante oferta disponível e há procura com motivação de comprar para aplicar capital”.

Segundo esta analista, “quem tem capitais próprios disponíveis encara o momento como bom para criar ou aumentar carteira de imóveis em Moçambique”.

Redacção e Lusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trocar »